HomeDestinosLusail: sede da final da Copa e nova cidade no Catar
Destinos

Lusail: sede da final da Copa e nova cidade no Catar

Lusail-Marina-ifriend
HasanZaidi/Shutterstock
Símbolos da Copa do Mundo 2022, Lusail e o estádio homônimo foram construídos para hospedar o torneio no lugar de uma vila no meio do deserto

O dia é 18 de dezembro. Bilhões de pessoas vão estar com os olhos voltados para a final da Copa do Mundo 2022. Será o Brasil ali? O que se sabe até agora é (que além de muita emoção) o endereço: o Estádio de Lusail, no Catar. Palco da estreia da seleção brasileira e maior estádio do Mundial, ele é o único dos que receberá o torneio que ainda não foi inaugurado.

A arena já vem chamando atenção bem antes de sua estreia, assim como a metrópole de mesmo nome. Estamos falando da cidade de Lusail, uma das atrações da Copa. Para os catari, não bastou construir estádios, foi preciso erguer do zero um município no lugar de uma vila isolada onde só tinha areia.

De vila no deserto à cidade futurística

Separada por 15 km da capital Doha, Lusail, durante décadas, não passou de uma pequena região no meio do deserto. Entretanto, no fim do século passado, serviu de moradia para o fundador do país, o xeque Jassim bin Mohammed bin Thani, que lá foi enterrado após a sua morte, em 1913.

Hoje, a cidade faz parte de um ousado projeto de modernização; é o símbolo do que o Catar quer mostrar para o mundo ao sediar a Copa de 2022: como aliar as tradições do passado a um futuro tecnológico e sustentável.

No ano de 2008, o Catar lançou um plano estratégico estabelecido pelo governo, o Qatar National Vision 2030, com metas divididas em quatro pilares centrais: desenvolvimento econômico, social, humano e ambiental. A escolha do Catar como sede dos jogos, em 2010, serviu como um catalisador para o programa.

As obras da cidade começaram há mais de 15 anos, mas só a partir do momento em que a Fifa oficializou a indicação é que decidiu-se acelerar o processo. Para isso, “bastou” um investimento de 45 bilhões de dólares.

Espalhada em uma área de 38 km², Lusail City promete ser protagonista do próximo Mundial junto a seu maior cartão-postal. Mas o Estádio de Lusail não será o único entretenimento da cidade inteligente: dois campos de golfe, um imenso parque, uma lagoa, bairros inteiramente residenciais compostos por mansões e lindíssimos arranha-céus integram este mais novo distrito moderno e luxuoso.

À espera dos ricos turistas há cerca de 22 hotéis, enquanto no coração da cidade está o gigantesco Place Vendôme. Inaugurado em abril deste ano, esse shopping de interiores sofisticados e arquitetura extravagante reflete a ambição do Catar como destino turístico. Desde as lojas de grifes internacionais com fachadas enormes até a área externa com show de luzes ao redor de uma fonte de águas dançantes, parece que tudo foi pensado para você dizer “uau”. E tudo isso coligado com um eficientíssimo sistema de transporte.

Leia também:  Lua de mel no Brasil: conheça verdadeiros paraísos

Desde o começo do ano, Lusail tem o sistema de veículo leve sobre trilhos conectado ao metrô de Doha à disposição. Os trens colocados em funcionamento são os mais rápidos do mundo a funcionarem sem condutor. Agora só resta saber se com essa competência toda, a nova cidade do Catar vai perder o apelido de “cidade fantasma”.    

Conheça os iFriends e experiências no Catar

Não há um número oficial sobre a população atual, mas Lusail foi projetada para receber 200 mil residentes, com um total de 450 mil pessoas circulando na cidade por mês, somando visitantes e trabalhadores. Já o Estádio de Lusail tem capacidade para 80 mil torcedores.

Estádio de Lusail.
Foto: Flickr

O orçamento para ver tudo ao vivo

Enquanto o pontapé inicial da Copa de 2022 não é dado, os catari se perguntam se haverá a necessidade de um estádio tão grande para depois dos jogos, enquanto os turistas fazem as contas de quanto precisam para assistir de perto à seleção de seu país – um privilégio para poucos.

Entre o custo com passagens áreas, hospedagem, seguro viagem, alimentação e ingresso para acompanhar uma partida do Brasil na primeira fase do Mundial, calcula-se um valor médio de R$ 50 mil por pessoa, em apartamento duplo, numa viagem de aproximadamente cinco a sete dias. 

A experiência turística no país do Oriente Médio já é cara, é para aquele turista que pode e está disposto a gastar. Em tempos de Copa e dólar alto, mais ainda. Imagina então na cidade do futuro e seu estádio icônico, que entrarão para a história ao consagrar mais um campeão mundial.

iFriend. Find a Friend. Enjoy the ride.

O que achou?

Média / 5. Votos:

Que tal?