HomeGuia de viagem Bordeaux

Guia de viagem Bordeaux

bordeaux-franca-ifriend
Você vai adorar conhecer Bordeaux neste guia completo!
0
(0)

Bordeaux é uma cidade portuária às margens do Rio Garonne, no sudoeste da França. Capital da região da Aquitânia, com pouco mais de 250 mil habitantes, Bordeaux tem um centro histórico declarado Patrimônio Mundial pela Unesco desde 2007 devido ao seu estilo arquitetônico, prédios e monumentos históricos.

O município já desfrutou do título de Capital da França durante a Primeira Guerra Mundial. Hoje, é a capital mundial da indústria do vinho. Bordeaux vem sendo um destino turístico muito procurado pelos apreciadores da bebida e, além disso, é sede da principal feira de vinhos do mundo.

Histórico de Bordeaux

A história da cidade de Bordeaux começou muito antes da história da França: estima-se que a região já era ocupada há mais de 30 mil anos por Neandertais.

O período moderno da cidade, por sua vez, teve seu ponto de partida no século III, quando uma tribo gaulesa se assentou na região, então batizada de Burdígala, palavra que significa “fundição de ferro”, principal atividade econômica local. Isso porque era naquela localidade que se produziam armas, armaduras e utensílios cotidianos utilizados nos arredores, o que demonstra a importância da região para o surgimento da França moderna.

O nome evoluiu para Bordigala, Bordèu em gasconhês e Bordeaux em francês. Depois, finalmente em português, Bordéus.

A partir do século XII, Bordeaux intensificou a produção de vinho e criou seus próprios parâmetros de qualidade para a bebida, logo alcançando o título simbólico de “capital mundial do vinho”, exportando garrafas até mesmo para a rival Inglaterra.

Na cidade, viveram grandes personalidades da história, como o Papa Clemente V, o pintor espanhol Francisco de Goya e até o patriarca da Independência brasileira, José Bonifácio.

Além de grande importância histórica e cultural, a cidade chegou a ter certo protagonismo político na história do país. Após um violento ataque alemão a Paris durante a Primeira Guerra Mundial, a capital da França foi transferida para Bordeaux temporariamente.

Hoje, a região produz 650 milhões de litros de vinho por ano e se tornou um dos principais destinos turísticos do país.

Por que visitar Bordeaux?

Iluminação noturna do Grand Théâtre

Entenda por que Bordeaux é a cidade da vez

A bela Bordeaux, conhecida como a capital do vinho, tem tudo o que esperamos de uma cidade francesa. Charmosa, histórica, com ruas arborizadas e uma cena gastronômica que se destaca, o município tem aquela atmosfera sofisticada típica dos destinos do país.

E Bordeaux não perde em nada para as outras cidades turísticas da França. A fantástica arquitetura urbana e as vinícolas tornam a viagem ainda mais interessante.

É uma delícia passear a pé pelo seu centro histórico, observando as lojas de doces, chocolates, roupas, cosméticos e vinhos, é claro. Pelo caminho surge a linda catedral gótica de Saint-André, o Grand Théâtre e o Musée des Beaux-Arts.

Sem contar com a área à margem do Rio Garonne, um enorme parque público onde é possível correr, patinar, andar de bicicleta ou, simplesmente, sentar no gramado e passar um tempo papeando e admirando a beleza do local.

O sistema de transporte público de Bordeaux consiste em ônibus, trens, barcas e ainda bicicletas que podem ser alugadas. Se optar por circular de ônibus na cidade, vale mais a pena comprar um pacote com cinco ou 10 bilhetes ao invés do bilhete unitário.

O transporte público do destino é bastante eficiente e funciona também à noite e de madrugada. Porém, se preferir os táxis ou Uber, eles também estão à disposição. Alugar um carro é uma boa opção para o turista que deseja explorar os vinhedos e a área rural de Bordeaux.

O que fazer em Bordeaux?

Pont de Pierre

De Bela Adormecida a Pequena Paris

Durante décadas Bordeaux foi conhecida como “La Belle Endormie” (A Bela Adormecida) por conta do aspecto sujo de suas fachadas, o trânsito desordenado e armazéns abandonados à beira do Rio Garonne, que corta a cidade. Até que um projeto de revitalização transformou o destino, dando nova vida às fachadas neoclássicas dos edifícios e um parque público à margem do rio.

Hoje, apelidada de “Petite Paris” (Pequena Paris), Bordeaux esbanja elegância, história e uma gastronomia de deixar qualquer turista com água na boca.

A cidade vive em perfeita harmonia entre o antigo e o novo, pois é formada por construções históricas e também por estabelecimentos modernos e inovadores.

Não faltam atrações interessantes em Bordeaux e há propostas para diferentes estilos. Para começar, valem a visita o museu dedicado ao vinho e o mar de vinhedos que cerca a cidade. A Praça da Bolsa, a Ópera Nacional de Bordeaux e a Pont de Pierre também são atrativos marcantes.

Confira nossa sugestão de roteiro para três dias no destino francês!

Primeiro dia

Seu primeiro dia será dedicado a explorar o centro histórico de Bordeaux, onde está a maioria das atrações turísticas da cidade e tudo pode ser acessado a pé.

Primeiro, se dirija à beira do Rio Garonne para admirar a bela Pont de Pierre, inaugurada em 1822. A elegante obra foi encomendada por Napoleão e exibe 17 arcos, além de belos lampiões de ferro fundido.

Voltando-se para o lado da cidade, você verá na sua esquerda a torre pontuda e alta de uma igreja. É a Basílica de Saint-Michel, uma igreja gótica localizada na Place Meynard, repleta de cafés com mesinhas na calçada. A torre da Basílica pode ser visitada. Em frente a ela fica a torre do sino, que você vai ter visto de longe. Vale a pena subir e contemplar as belas vistas da região.

Seguindo o passeio, não deixe de conhecer a Place de la Bourse, ou Praça da Bolsa, cartão-postal de Bordeaux.

A Catedral de Saint-André, que tem uma torre separada, a Pey Berland, também merece sua visita, assim como o Grand Théâtre, atualmente a Ópera Nacional de Bordeaux.

Depois do almoço, faça uma visita à La Cité du Vin, um museu totalmente interativo que conta a história do vinho no mundo. Reserve uma tarde inteira para esse museu. Inicie pela exposição permanente e no final suba de elevador até o terraço panorâmico com vista da cidade para tomar sua taça de vinho.

À noite, o Le Grand Café, situado no centrinho em uma área agradável para pedestres, é uma boa opção para o seu jantar. Tem mesas externas, comida boa e um preço justo.

Segundo dia

No segundo dia em Bordeaux, a ideia é visitar o vilarejo vinícola de Saint-Émilion. Para percorrer os 35 quilômetros que separam as duas localidades, você pode ir de tour ou por conta própria. Existe um trem que liga Bordeaux a Saint-Émilion em cerca de 30 minutos.

Se não for fazer o passeio com uma agência, a dica é passar no escritório de turismo da cidade para pegar o mapa com as principais atrações.

O vilarejo é bem pequeno e pode ser explorado a pé. Na Place du Clocher (onde fica o escritório), há um mirante com uma vista privilegiada de Saint-Émilion. Ao redor da Place de L’Eglise Monolithe, há diversos restaurantes e lojinhas que vendem vinhos.

Há muitas opções de restaurantes bacanas para almoçar. O La Côte Braisée possui um menu quatro etapas com preço convidativo. Quem quiser algo mais especial, o Logis de la Cadène e o La Table de Plaisance tem estrela Michelin.

À noite, já de volta a Bordeaux, uma boa pedida para o jantar é o Brasserie L’Orléans. O bistrô no centro da cidade serve peixes, carnes e pratos vegetarianos.

Terceiro dia

Dedique seu terceiro dia em Bordeaux para conhecer as atrações da cidade que ficaram de fora nos outros dias.

Place de la Victoire é um importante monumento local, pois lá encontra-se o Porte d’Acquitane e a enorme coluna feita em mármore para homenagear a vinicultura, tão presente nessa região francesa.

Promenade Sainte-Catherine é a shopping street de Bordeaux. Apesar de as lojas das super grifes não ficarem por lá, e sim na Cours de l’Intendance, a área é muito agradável para um passeio. Sem contar que é um lugar onde mais pessoas conseguem comprar, com opções para todos os gostos e bolsos. Alguns exemplos do que você pode encontrar por lá são as lojas Pandora, Swarovski, MAC, C&A, entre muitas outras.

Porte Cailhau, construído em 1494, é um magnífico monumento que está praticamente intacto. Localizado às margens do Rio Garonne, agrega beleza à região.

E por falar em Rio Garonne, uma dica para seu roteiro é relaxar no parque às margens do rio. As alamedas à beira-rio são bastante arborizadas e dispõem de bancos, áreas gramadas e canteiros de flores encantadores, que atraem tanto turistas quanto moradores da cidade. O “calçadão” beira-rio é utilizado para a prática de esportes e caminhadas.

Para almoçar, recomendamos a região de Quais des Chartrons, localizada às margens do Garonne entre o Museu do Vinho e o centro histórico, em um antigo bairro revitalizado. Os antigos armazéns que existiam pela região foram reformados e deram lugar a bistrôs charmosos, cafeterias e restaurantes que servem o melhor da gastronomia francesa.

A distância entre o centro e a região não é muito grande: você pode caminhar pelas alamedas do rio ou simplesmente utilizar o Tram B para chegar a Quais des Chartrons.

À noite, você pode retornar ao Le Miroir d’Eau, para ver as fontes e a Place de la Bourse (que conheceu no primeiro dia) com sua iluminação noturna. A imagem refletida na água rende belos cliques. Nas ruas entre a Place de la Bourse e a Place du Parlement, há inúmeras opções de bares e restaurantes para a despedida de Bordeaux.

Quando visitar Bordeaux?

Place de La Bourse, cartão-postal de Bordeaux

É durante o verão europeu que a cidade francesa recebe mais visitantes

Bordeaux possui atrações culturais e arquitetônicas que podem ser visitadas em qualquer época do ano. O período ideal para viajar vai depender da intenção de cada turista.

Se você quer degustar os melhores vinhos do mundo, por exemplo, é melhor agendar a sua estadia entre os meses de setembro e outubro, período de colheita, quando ocorre uma grande oferta de passeios e excursões para vinícolas.

Nessa época do ano as marcas dos termômetros ficam entre 10ºC e 20ºC e pode chover bastante, então não se esqueça de levar casacos, de preferência impermeáveis, para seus passeios ao ar livre.

Para evitar chuva, a melhor opção é embarcar durante o verão, entre junho e meados de setembro, quando as temperaturas estão mais agradáveis e o tempo fica mais firme. Só que o verão europeu atrai multidões e, por isso, os preços de hospedagem e aéreo tendem a subir.

Já o inverno no sudoeste da França, onde fica Bordeaux, é menos rigoroso que na capital Paris, mas isso não quer dizer que não faz frio na região. A cidade cortada pelo Rio Garonne tem invernos gelados, com vinhedos coloridos pelo branco da neve e termômetros marcando entre 4ºC e 6ºC de dezembro a março. É baixa temporada e uma estação propícia para explorar lugares fechados, como museus, igrejas históricas e a Ópera.

Alta Temporada

  • Prós – As temperaturas em Bordeaux ficam mais agradáveis e a cidade recebe mais turistas. O destino fica mais animado; o parque às margens do Rio Garonne fica repleto de pessoas fazendo piquenique e tomando sol nos gramados.      
  • Contras – A alta temporada não é a melhor opção para quem deseja economizar, pois os preços de aéreo e hospedagem são mais salgados nesse período. 

Baixa Temporada

  • Prós – Com menor volume de turistas, fica mais tranquilo para visitar as atrações. Outra vantagem são os preços mais baixos, uma boa para quem está com a grana curta. 
  • Contras – Faz muito frio na baixa temporada (pois é inverno), o que pode ser um incômodo durante os passeios ao ar livre. Além disso, no fim de ano e inverno muitas vinícolas fecham.

Gastronomia em Bordeaux

Crepe francês – Gastronomia em Bordeaux

Os crepes e o cannelé são pedidas certas num passeio por Bordeaux

Bordeaux é um destino muito popular para turistas interessados ​​tanto na sua arquitetura clássica quanto nos aspectos gastronômicos e de vinhos da cidade. Pelo centro da cidade (Patrimônio Mundial desde 2007) ou ao longo de uma das rotas do vinho, não é difícil encontrar visitantes de diversas partes do mundo.

E é na cozinha da “Pequena Paris” que está um de seus grandes atrativos. Como um inconfundível destino francês, Bordeaux tem deliciosos bistrôs, cafés e brasseries com um serviço impecável, além de pratos requintados e saborosíssimos.  

Se quiser o básico da gastronomia francesa, aposte em carnes suculentas acompanhadas de batatas fritas crocantes, fáceis de se encontrar na cidade. Mas se optar por experimentar outras comidas tradicionais (muitas regadas a vinho), há um cardápio repleto delas e ele promete surpreender.

Entre os pratos mais famosos de Bordeaux, podemos citar o foie gras, o molho bordeaux (baseado em tutano e vinho tinto), o cordeiro de pauillac à la persillade, o ceppatelli (cogumelos particulares da região), os crepes e o cannelé (bolinho presente em casa esquina da cidade).

Restaurantes em Bordeaux

  • L’autre Petit Bois -12 Pl. du Parlement, 33000 Bordeaux
  • Magasin Général -RDC, 87 Quai des Queyries Bâtiment Nord, 33100 Bordeaux
  • The Comptoirs des Chats – 8 Rue Pierre de Coubertin, 33000 Bordeaux
  • Le Grand Café – 65 Cr de l’Intendance, 33000 Bordeaux
  • Le Plana -22 Pl. de la Victoire, 33000 Bordeaux
  • Brasserie L’Orléans – 36 Allées d’Orléans, 33000 Bordeaux
  • Les Frères Cailloux – 23-24 Pl. du Palais, 33000 Bordeaux
  • Le 1925 – 4 Pl. des Quinconces, 33000 Bordeaux
  • L’Estacade Restaurant – Quai des Queyries, 33100 Bordeaux
  • La Brasserie Bordelaise – 50 Rue Saint-Rémi, 33000 Bordeaux

Hotelaria em Bordeaux

Hotel Le Palais Gallien.
Foto: Reprodução/hotel-palais-gallien-bordeaux.com

A cidade cortada pelo Rio Garonne acolhe seus turistas em hospedagens refinadas e exemplares

Com uma atmosfera encantadora, que brilha aos olhos do turista, a hotelaria em Bordeaux é sofisticada e exemplar. A maior parte dos hotéis fica em propriedades majestosas, em prédios históricos e até em châteaux nos limites da cidade portuária.

O centro da cidade é a melhor opção para quem deseja ficar perto de museus, monumentos e restaurantes, ou seja, do agito em Bordeaux.

Outra ótima região para se hospedar em Bordeaux, porém com uma dose de calmaria, é Chartrons. Localizado logo ao norte do centro (e perto o suficiente para chegar lá a pé), esse bairro é recomendado para quem quer ficar num lugar um pouco mais tranquilo, mas ainda próximo de lojas, cafés, restaurantes, bares e pontos turísticos, como, por exemplo, a Igreja St. Louis des Chartrons e o Museu de Arte Contemporânea.

Seja em castelos, hotéis boutique ou em grandes redes internacionais, Bordeaux acolhe seus visitantes de maneira singular e recebe todos com os ares refinados da França.

Para te ajudar, listamos algumas opções de hospedagem em Bordeaux!

Hotelaria em Bordeaux

  • InterContinental Bordeaux Le Grand Hotel – 2-5 Pl. de la Comédie, 33000 Bordeaux  
  • Yndo Hotel 108 Rue Abbé de l’Épée, 33000 Bordeaux
  • Villa Reale 9 Pl. du Parlement, 33000 Bordeaux
  • Hôtel De Sèze 23 All. de Tourny, 33000 Bordeaux
  • Residhotel Galerie Tatry – 174 Cr du Médoc, 33300 Bordeaux
  • Hotel Le Palais Gallien 144 Rue Abbé de l’Épée, 33000 Bordeaux

Passeios em Bordeaux

Grand Théâtre, onde está a Ópera Nacional de Bordeaux

A capital do vinho é repleta de opções de entretenimento

Bordeaux, a cidade de construções históricas, também é moderna e inovadora e está recheada de opções de entretenimento. O turista pode esperar por passeios singulares em meio a ruas arborizadas, prédios antigos e vinícolas, sempre com um toque de sofisticação.

No seu roteiro, inclua o centro histórico e suas igrejas, as lojinhas de vinho e o museu que conta a história do vinho no mundo. Sua viagem por essa bela cidade portuária te fará se sentir como um verdadeiro bon vivant.

A seguir, selecionamos alguns passeios em Bordeaux que merecem estar na sua lista!

  • Pont de Pierre – A Pont de Pierre foi projetada por ordem do Imperador Napoleão Bonaparte e é um dos marcos históricos da cidade. Ela conta com 17 arcos em homenagem as 17 letras do nome do imperador. À noite, essa ponte, que passa pelo Rio Garonne, possui uma belíssima iluminação, o que leva vários casais a passearem pelo local, tendo uma incrível vista dos arredores como presente.
  • Basílica de Saint-Michel – Uma das mais belas igrejas da cidade, a Basílica de St. Michel faz parte da rota de Santiago de Compostela. Sua grande espiral sobressai no horizonte e é um dos pontos mais icônicos de Bordeaux. A igreja tornou-se uma basílica menor em 1903 e está na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1998.

Suba os 114 metros da torre para vistas do centro antigo da cidade. Entre na igreja para admirar o vasto interior e as mobílias. A missa acontece aos domingos, quartas e sextas. A Basílica de St. Michel fica de frente para a Pont de Pierre. 

  • Place de la Bourse – Para muitos ela é considerada o cartão-postal de Bordeaux. A Place de la Bourse foi projetada ainda no século XVIII por Ange-Jacques Gabriel e até os dias de hoje permanece sendo uma praça muito aconchegante e arborizada. A praça possui ainda o Miroir d’Eau, considerado o maior espelho d’água do mundo com jatos de água, que são acionadas em várias horas do dia.
  • Ópera Nacional de Bordeaux – Dentro do Grand Théâtre da cidade está a Ópera Nacional de Bordeaux, uma construção imponente com um saguão grandioso e uma fachada luxuosa e que, desde o século XVIII, já recebeu as melhores óperas, balés e peças de teatro do mundo. O local foi projetado pelo arquiteto Victor Louis com o objetivo de ser um verdadeiro templo para a arte, o que acabou de fato ocorrendo.
  • Catedral de Saint-André – Um dos grandes destaques do centro de Bordeaux, a bela Catedral de Saint-André tem influência do estilo de arquitetura gótico. Construída durante os séculos XIV e XV, a igreja possui uma torre de sino independente, a Pey Berland, e também é um dos pontos dos caminhos de Santiago de Compostela. No seu interior, armazena uma coleção de mais de 40 artefatos religiosos.
  • La Cité du Vin -Um dos mais imperdíveis passeios em Bordeaux é a sua “Cidade do Vinho”,o maior museu de vinho do mundo com espaços para degustação. Instalado em um edifício modernista que lembra uma garrafa de vinho, o La Cité du Vin conta com espaços para exposições, eventos culturais, um wine bar, um espaço de cinema e muito mais.  

Localizado às margens do Rio Garonne, seu objetivo é mostrar o vinho de forma diferente, através do mundo e das épocas e em todas as culturas e civilizações.

  • Saint-Émilion – A lindinha vila francesa de Saint-Émilion, a apenas 35 km de Bordeaux, é um passeio essencial para os apaixonados por vinhos.

Erguida sobre colinas, a comuna é dividida entre partes “alta” e “baixa”, ligadas por estreitas ruelas charmosas com calçamento de pedra e aclives acentuados. Ao redor do pequeno centro histórico se espalham 5500 hectares de vinícolas que produzem 3,5 milhões de garrafas por ano, com alguns rótulos que podem chegar a quatro dígitos. Você pode fazer o passeio bate-volta ou até dormir uma noite por lá.

O vilarejo é bem pequeno e pode ser explorado a pé. Na Place du Clocher fica o escritório de turismo local, que oferece alguns tours pela região.

  • Porte Cailhau – Construído em 1494, é um magnífico monumento que lembra um castelo por fora e era o portão principal da cidade. Localizado às margens do Rio Garonne, o Porte Cailhau agrega beleza à região.

Quanto custa viajar para Bordeaux?

Trem na cidade de Bordeaux

Embarque de trem numa viagem pela França

Bordeaux é uma cidade portuária às margens do Rio Garonne, no sudoeste da França. Capital da região da Aquitânia, com pouco mais de 250 mil habitantes, Bordeaux tem um centro histórico declarado Patrimônio Mundial pela Unesco desde 2007 devido ao seu estilo arquitetônico, prédios e monumentos históricos.

O município não fica tão perto de outras cidades maiores do país. Está localizado entre Toulouse (244 km) e Nances (355 km) e a cerca de 500 Km de Paris, a capital francesa.

Para os turistas que vêm do Brasil, existem voos saindo das maiores capitais para o Aeroporto de Bordeaux-Mérignac após fazer uma parada em cidades como Paris ou Lisboa. Para fazer o trajeto do aeroporto até o centro da cidade, basta pegar um ônibus, táxi ou Uber.

Para quem estiver viajando pela França, saiba que Bordeaux possui uma excelente rede de trens que a conecta a Paris e a outras grandes metrópoles europeias. Porém, é importante destacar que a estação Bordeaux Saint Jean, que é onde chegam os trens, fica a alguns quilômetros da cidade, o que torna necessário pegar um ônibus ou táxi até o local.

A viagem de trem de Bordeaux a Paris dura cerca de duas horas. Para quem não quiser levar tanto tempo, existe a opção de chegar na capital com voo da Air France.

  • Passagens – Opções a partir de: Rio R$ 2.987,00 e São Paulo R$ 3.010,00.
  • Aluguel de carro – Categoria econômica R$ 500,00 a diária / veículos SUV R$ 918,00 a diária (preço médio para no mínimo 3 dias).
  • Passeios – Para ter uma vista panorâmica da cidade no alta da Pey Berland, a torre da Catedral de Saint-André, a entrada custa 6 euros. A visita à catedral é gratuita. O mesmo acontece na Basílica de Saint-Michel, que tem entrada gratuita e ticket para a torre no valor de 5 euros.
  • Hospedagens – O preço de uma diária em hotel três estrelas, na baixa temporada, fica em torno de R$ 339,00 a R$ 400,00. A mesma hospedagem pode custar cerca de R$ 839,00 na alta temporada.

O tempo ideal para conhecer Bordeaux é de quatro dias, especialmente para quem nunca foi lá. Estima-se que numa viagem de quatro dias para a cidade, na baixa temporada, é necessário ter na faixa de R$ 3.100,00 a R$ 4.800,00, exceto as passagens aéreas. Com esse valor, dá para fazer os principais passeios, se alimentar bem e se hospedar num local confortável.

iFriend: Guia de viagem Bordeaux

Escolher um guia de viagem para acompanhá-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

Conheça os iFriends em Bordeaux e divirta-se!

Bordeaux, a capital mundial do vinho, espera sua visita!

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 0 / 5. Votos: 0

Que tal?