HomeGuia de viagem Ushuaia

Guia de viagem Ushuaia

ushuaia-argentina-ifriend
Você vai adorar conhecer Ushuaia neste guia completo!
0
(0)

Ushuaia é uma cidade turística na Argentina e capital da Província da Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul. É conhecida como a cidade do fim do mundo, por ser a cidade mais austral do planeta (mais ao sul) e é a mais próxima do continente gelado, distante pouco mais de 1.000 km da Antártica.

Localizada em uma colina íngreme e sujeita a ventos muito fortes, Ushuaia se encontra entre as montanhas nevadas dos Andes e o Canal de Beagle, que faz a divisa natural entre a Argentina e o Chile.

Com uma localização peculiar, Ushuaia caiu no gosto de turistas aventureiros que querem cruzar o continente americano. A rodovia Panamericana, que se inicia no Alasca e da qual a Ruta N3 argentina faz parte, tem mais de 17.000 km e termina em Ushuaia, no Parque Nacional Tierra del Fuego.

A cidade de cerca de 60 mil habitantes oferece atrações variadas, sobretudo de ecoturismo e aventura, tem ótima culinária e um povo receptivo.

Histórico de Ushuaia

Os primeiros desbravadores destas terras chegaram a pé ao que é hoje a Ilha Grande da Terra do Fogo há mais de 11 mil anos. Foram caçadores nômades que vieram do norte do continente, dispostos a sobreviver com os recursos naturais de um espaço que ainda se mantinha conectado à Patagônia Continental. Tempos depois, chegou uma segunda onda de desbravadores nômades; esses últimos vieram navegando, de ilha em ilha, desde o arquipélago ocidental da Patagônia.

Milhares de anos fizeram com que as águas oceânicas causassem a erosão de uma parte considerável do continente. Violentos movimentos terrestres geraram essa divisão continental, formando uma grande ilha e um passo interoceânico.

O homem europeu só conheceria a Ilha Grande da Terra do Fogo e o Estreito de Magalhães bem mais tarde. Em meados de 1520 a expedição de Fernão de Magalhães ao Sul da América do Sul rendeu as primeiras descrições da Terra do Fogo.

Os navegantes espanhóis observaram fogo e fumo sobre a costa setentrional e, por essa razão, batizaram a ilha como Terra do Fogo (ou Tierra del Fuego, em espanhol). Com o tempo várias expedições europeias permitiram um contato mais direto entre o homem branco e os indígenas.

Em 1869, uma missão de pastores anglicanos, dirigida por Thomas Bridges, instalou-se na zona do Canal de Beagle, formando o primeiro assentamento europeu no que compreende, atualmente, o território do departamento de Ushuaia.

A cidade foi fundada em 12 de outubro de 1884, sobre as costas do Canal de Beagle.

No início do século XX, foi construído nas proximidades da então aldeia de Ushuaia o célebre presídio de Ushuaia, que funcionou de 1902 a 1947 e desencadeou diversas melhorias na infraestrutura urbana. Posteriormente passou para as mãos da Marinha da Argentina e, após um longo tempo de abandono, foi transformado no Museu Marítimo de Ushuaia.

O museu exibe uma vasta coleção de modelos que relacionam a história marítima da Terra do Fogo à chegada dos primeiros exploradores. Inaugurado em 1995, é hoje um Monumento Histórico Nacional da Argentina.

Por que visitar Ushuaia?

Navegando pelo Canal de Beagle

Ushuaia é porta de entrada para quem deseja explorar as riquezas naturais patagônicas

O turista que deseja realizar uma viagem pela Patagônia com certeza tem a cidade de Ushuaia no seu roteiro. O motivo é simples – passeios agradáveis, atividades ao ar livre, museus e uma natureza generosa.

E podemos acrescentar outras qualidades: charmosa, aconchegante e gelada. Ao chegar lá, lojas, restaurantes e hospedagens fazem questão de lembrar que você não está em um destino comum.

Lógico que ser o lugar mais austral do mundo já é suficiente para que os viajantes a incluam em sua lista. Sem contar com as paisagens impressionantes que fazem dessa cidade uma das mais desejadas da Argentina.

A neve é a grande atração da temporada de inverno. Nessa estação, a região é muito visitada por conta do Cerro Castor, estação para a prática de esqui e snowboard. Já no verão, um dos atrativos que se destacam são os pinguins da Ilha Martillo.

Outros lugares que merecem sua atenção durante a estadia em Ushuaia é o Parque Nacional Tierra del Fuego, o Canal de Beagle e a Laguna Esmeralda.

Para se locomover em Ushuaia, você pode contar com o transporte público da cidade, táxi, bicicleta, aluguel de carro e até carona.

Andar de ônibus por lá é bem fácil e eles circulam por praticamente toda a região. Para utilizar o serviço, é preciso ter um cartão recarregável chamado SUBE (o mesmo de Buenos Aires). O motorista do ônibus não recebe dinheiro e se você não conseguir comprar o cartão, pode pedir para alguém no ônibus passar e você paga o valor equivalente para a pessoa em espécie. Porém, prepare-se, pois geralmente os ônibus demoram um pouco para passar (cerca de 20 a 30 minutos) e normalmente estão cheios.

Os táxis funcionam com taxímetro e a bandeira de Ushuaia é justa, por isso algumas corridas compensam. Bicicletas estão disponíveis para aluguel e o preço por dia é de aproximadamente 400 pesos. Todavia, é importante lembrar que o centro de Ushuaia é cheio de ladeiras, o que pode dificultar um pouco a sua locomoção caso não tenha muita resistência física.

Aluguel de carro é uma opção para quem gosta de um conforto maior e quer ter mais liberdade para fazer os passeios. Em Ushuaia, não é um serviço barato, mas que vale a pena se você está disposto a pagar e, também, se irá dividir com outras pessoas.

A carona não é uma prática segura, mas é comum em toda a região da Patagônia. Independente da distância, as pessoas costumam oferecer e pedir carona nas estradas de Ushuaia, apenas fazendo um sinal com a mão.

O que fazer em Ushuaia?

Farol Les Eclaireurs, o Farol do Fim do Mundo

Confira um roteiro de três dias na cidade mais austral do planeta

Apesar de ser uma pequena cidade portuária, Ushuaia oferece muitas atrações e um turbilhão de (boas) emoções, afinal, ela é ponto de partida para descobrir lugares únicos na Argentina, como o Farol do Fim do Mundo, o Canal de Beagle e o Parque Nacional Tierra del Fuego. Até mesmo roteiros com destino a Antártica têm início em Ushuaia.

Acrescente passeios históricos, ótimas lojas, restaurantes e esportes radicais. Você terá muito o que fazer em Ushuaia e será preciso um bom planejamento para não perder os pontos turísticos mais legais.

Nós fizemos um roteiro de três dias na cidade do fim do mundo para te ajudar. Confira!

Primeiro dia

Comece a sua viagem em Ushuaia indo para o Parque Nacional Tierra del Fuego, a somente 12 km da cidade. Ele possui uma enorme área ao longo do Canal de Beagle e oferece ótimas trilhas, com lagos, cachoeiras e bosques aos pés da Cordilheira dos Andes, formando uma paisagem fantástica.

Depois, é legal você pegar o Trem do Fim do Mundo, um passeio de trem por Ushuaia que faz uma conexão entre o Parque Nacional Tierra del Fuego e o antigo presídio de Ushuaia. O passeio de trem é interessante pois ele percorre lugares espetaculares e faz algumas paradas ao longo do caminho, com cenários lindos, o momento perfeito para tirar belas fotos.

Feito o passeio de trem, você chegará ao antigo presídio de Ushuaia, hoje lugar do Museu Marítimo. Aproveite para entender melhor a história da cidade, ficar sabendo sobre as antigas expedições pela Terra do Fogo e conhecer essa antiga prisão.

À noite, recomendamos que um jante no restaurante Tia Elvira, especializado em peixes e frutos do mar. A centolla (famoso caranguejo gigante) é um dos pratos mais pedidos da casa e o restaurante é, inclusive, um local tradicional na cidade para experimentar essa iguaria.

Segundo dia

No seu segundo dia em Ushuaia, faça o clássico passeio em um 4×4, que percorre diversas regiões e pontos turísticos da cidade, com direito a belíssimas paisagens rodeadas pela Cordilheira dos Andes. O tour, geralmente, dura cerca de 6 horas.

O mais tradicional dos passeios off-road te leva ao Lago Fagnano e ao Lago Escondido e te dá acesso a paisagens da Patagônia intocada. Imperdível!

Em seguida, você pode fazer o passeio de barco pelo Canal de Beagle, um dos principais pontos turísticos de Ushuaia. As navegações, como catamarã, iate e veleiro, saem do porto turístico e fazem tours magníficos pelo canal. Apesar de curtos, são muito agradáveis e você poderá ver cenários bem bonitos, além de avistar lobos-marinhos e cormorões. Você verá ainda o Farol Les Eclaireurs, símbolo de Ushuaia. Algumas excursões são mais longas, pois incluem caminhadas em ilhas próximas.

Voltando para o centro da cidade, passeie pela charmosa Av. San Martín, a principal via de Ushuaia. Lá você irá encontrar lojas de roupas, lembrancinhas, artigos de neve, equipamentos eletrônicos e até lojas de chocolate.

Terceiro dia

A sua programação de último dia em Ushuaia vai depender da estação do ano em que estiver viajando. Se for no inverno, a dica é que seu terceiro dia seja dedicado ao Cerro Castor, um famoso centro de esqui e o melhor lugar para praticar esportes de neve na cidade. Ele é ideal tanto para iniciantes, pois existem escolas para adultos e crianças, quanto para profissionais, devido ao seu Snowpark.

Lá, você pode praticar esqui e snowboard com um diferencial das demais estações de esqui, porque o local está a apenas mil metros acima do nível do mar e a altitude não provocará nenhum desconforto aos visitantes.

Não se preocupe com o seu dia de diversão na neve, pois existe um restaurante no Cerro Castor caso queira almoçar e continuar curtindo o resto do passeio.

Já se você for para Ushuaia durante o verão, o Cerro Castor estará fechado. Porém existem outras atividades muito legais que você pode fazer nesse destino. Logo de manhã, é legal subir o Glaciar Martial, uma geleira distante 7 km da cidade. Você chega ao topo através das trilhas e uma dica que damos é que você vá com um guia e tenha preparo físico, pois a subida leva 2 horas.

No mirante do Glaciar você terá uma vista espetacular de Ushuaia e do Canal de Beagle. O ambiente não deixa a desejar: o ano inteiro é coberto pela neve, rodeado de picos da Cordilheira e possui rios com águas congeladas, que formam paisagens estonteantes.

Depois, você pode ver de perto os pinguins na Ilha Martillo, ou Isla Martillo, algo possível somente no verão (especificamente de outubro a março). Durante esses meses, milhares de pinguins migram para a ilha e é possível vê-los bem de perto fazendo este passeio inesquecível. No auge da imigração, a partir de janeiro, a ilha recebe até 20 mil pinguins.

Quando visitar Ushuaia?

Ushuaia é a cidade mais próxima da Antártica

A cidade é conhecida por ter a mais longa temporada de frio da América do Sul

Com um clima bastante peculiar (não poderia se esperar menos da cidade mais austral do mundo), Ushuaia fica em uma região bastante fria, inclusive no verão – a estação é apenas uma lembrança por lá.

Portanto, o turista que vai definir qual época de viagem se encaixa melhor no seu perfil, visto que há passeios incríveis tanto no verão quanto no inverno, porém com paisagens totalmente diferentes. Escolher quando visitar Ushuaia é apenas uma questão de gosto.

O destino da Patagônia argentina tem sua alta temporada no verão, quando as temperaturas estão um pouco mais elevadas, girando em torno de 15ºC e tendo as noites frias costumeiros 5 °C. É a estação de dias mais longos e sol a pino boa parte do tempo.

É no verão que os passeios e caminhadas ao ar livre ficam mais prazerosos, pois o vento cortante – apesar de ainda presente – está um pouco mais brando.

Já o inverno também é uma estação que atrai milhares de turistas por conta dos esportes de neve e paisagens inundadas por flocos de gelo. É quando as máximas vão a 7 °C e as mínimas podem, facilmente, se manter entre -3 °C e até -10 °C.

Ushuaia é conhecida por ter a mais longa temporada de frio da América do Sul (de junho a setembro), com um extenso período de neve para os entusiastas do esporte. Inclusive, a região é bastante frequentada nesse intervalo de tempo por atletas profissionais que garantem que a neve da cidade é uma das melhores para treinos de alta performance.

O outono e a primavera são as estações de baixa temporada em Ushuaia.

Durante o outono, as máximas chegam a 12 °C, mas a noite encontra temperaturas negativas. Os dias começam a ficar mais curtos, mas ainda assim é possível encontrar o sol e, em consequência, as montanhas mantêm somente os seus picos cobertos por neve.

É possível praticar uma boa quantidade de atividades relacionadas à natureza, como ciclismo, trilhas e rapel – pelo menos até o final de maio, quando a cidade começa a enfrentar o período de frio mais forte.

Em meados de setembro já é primavera e a neve começa a derreter. A natureza desperta e novas cores tomam o lugar do branco. As marcas dos termômetros chegam a 13 °C, mas as mínimas se mantêm baixas, atingindo facilmente 2 °C. Começa aí uma boa época para visitar o Parque Nacional Tierra del Fuego, já que não tem mais flocos de gelo nas trilhas e campings.

Alta Temporada

  • Prós – Para quem quer sofrer menos com o frio intenso, essa é a melhor época para visitar Ushuaia. Os dias são mais longos e os parques ficam mais bonitos e disponíveis, sem nenhum impedimento relacionado ao frio extremo ou à neve.    
  • Contras – A viagem acaba saindo mais cara, pois os preços de hospedagens, passeios e restaurantes são mais elevados.

Baixa Temporada

  • Prós – Com menor fluxo de viajantes, fica mais tranquilo para visitar os pontos turísticos e não é preciso disputar espaço com outras pessoas. Além disso, é um bom período para quem deseja economizar, pois os preços são mais em conta.  
  • Contras – Se você deseja praticar os esportes de neve, na baixa temporada não irá conseguir. Dependendo do mês que for viajar, também não verá a temporada de pinguins (acontece de outubro a março), animais muito presentes na Terra do Fogo.

Ecoturismo em Ushuaia

Pinguins na Ilha Martillo

Em busca de emoções e muita natureza na Terra do fogo

Ushuaia é considerada a cidade do fim do mundo, pois é a cidade mais ao sul de todo o planeta, além de ser a mais próxima da Antártica. É justamente por esse motivo que aventureiros e exploradores viajam para lá a fim de aproveitar a natureza em seu entorno.

Como já é de se esperar, esse destino exótico tem atividades de ecoturismo para viajante nenhum botar defeito. Seja no inverno ou verão, a capital da província da Terra do Fogo oferece um leque de possibilidades enorme quando o assunto é interação com o meio ambiente, sempre respeitando e conservando suas condições naturais.

Vamos aproveitar muito o ecoturismo em Ushuaia? Veja, a seguir, nossa lista de atividades ecoturísticas no fim do mundo!

  • Passeio de Barco pelo Canal de Beagle – Navegue pelas águas do Canal de Beagle a bordo de um iate ou catamarã panorâmico e descubra a fascinante paisagem natural dos arredores. Os passeios de barco partem do cais turístico de Ushuaia e alguns incluem caminhadas em ilhas próximas.

Além de ver cenários bem bonitos, você poderá avistar uma importante colônia de corvos-marinhos e o Farol Les Eclaireurs, o farol do fim do mundo.

  • Caminhada na Ilha Bridges – Que tal conhecer a Ilha Bridges, no extremo meridional da América do Sul, e observar sua fauna e flora? Deixe-se encantar com a diversidade de aves e a vegetação dessa ilha, lar dos nativos Yámanas.

A Ilha Bridges é um dos atrativos dos passeios de barco pelo Canal de Beagle. Você pode descer nela, caminhar e admirar uma paisagem de tirar o fôlego.

  • Trilha da Laguna Esmeralda – Uma verdadeira joia da natureza, a Laguna Esmeralda é uma lagoa de coloração verde, alimentada pelo Glaciar Ojo del Albino.

A trilha para a Laguna é fácil e bem sinalizada. Existem duas entradas para a trilha, ambas a cerca de 17 km do centro da cidade. No caminho, você irá se deparar com rios, vales e montanhas exuberantes, e ainda poderá avistar enormes castoreiras, diques construídos por castores. 

Esse é um dos lugares mais incríveis de Ushuaia. O passeio pode ser feito por conta própria ou com uma agência de turismo.

  • Passeio de 4×4 – A melhor maneira de conhecer os Lagos Fagnano e Escondido é num passeio de 4×4. Coloque esse tour como obrigatório na sua lista de ecoturismo em Ushuaia, pois ele vai muito além de levar as pessoas até esses lagos.

A expedição off road é intensa e cheia de aventura e passa por estradas de terra que cruzam rios e encostas e paisagens lindíssimas. Entre uma atração e outra, ocorrem diversas paradas ao longo do percurso e cada uma delas é uma atração a parte.

Os guias, além de excelentes motoristas, ainda fazem um almoço ótimo com aperitivos, choripan e ojo de bife na beira do lago.

  • Ver os pinguins na Ilha Martillo – A Ilha Martillo é uma ilha do Canal de Beagle procurada pelos pinguins em seu período de reprodução. O lugar recebe colônias de pinguins de Magalhães e pinguins-reis durante o verão, mais precisamente entre outubro e março – período mais quente do ano –, ou seja, só é possível ver os pinguins durantes esses meses. 

É impossível não se apaixonar! A Martillo é uma ilha incrível, com praias lindas e cercada por montanhas. Possui um visual de deixar qualquer um boquiaberto, mas o frio é intenso e os ventos são bem fortes. Vá agasalhado!

  • Esquiar no Cerro Castor – O Cerro Castoré a estação de esqui mais austral do mundo e tem a temporada de neve mais extensa da América do Sul, atraindo muitos praticantes de esportes de neve. Esquiar ou praticar snowboard é o programa preferido da maioria dos turistas que viajam para Ushuaia durante o inverno.

Mas não se preocupe se for a sua primeira vez no esqui, pois no Cerro Castor você pode fazer uma aula. E mesmo se não estiver a fim de se arriscar no esporte, vale a pena visitar o Cerro Castor nem que seja só para curtir a montanha, andar de teleférico e almoçar num dos restaurantes.

O local fica a menos de 30 minutos de carro do centro da cidade.

Gastronomia em Ushuaia

Cordeiro assado – Gastronomia em Ushuaia

Explore os sabores do Fim do Mundo

Uma das partes mais legais de uma viagem é conhecer e provar as comidas típicas locais. E a culinária argentina, muito apreciada pelos brasileiros, te espera para deixar com água na boca também em Ushuaia.

A cidade é relativamente pequena, mas não faltam restaurantes de cardápios autênticos e deliciosos, que oferecem pratos da cozinha nacional e internacional, sempre com um toque regional. 

Ushuaia faz parte de uma região de pesca marítima, portanto os frutos do mar costumam ser muito apreciados pelos visitantes. Um dos pedidos mais procurados é a centolla, também conhecida como king crab, o famoso caranguejo gigante, que é um dos símbolos da cidade.

O cordeiro patagônico é outro prato famoso na região. Para os amantes da gastronomia e cultura, ele pode ser apreciado do jeito tradicional: temperado com sal grosso, colocado no espeto, inteiro e aberto, e assado lentamente sobre a brasa de lenha no chão. Durante o tempo na brasa, a carne é pincelada com uma mistura de manteiga, suco de limão e vinho até ficar no ponto.

A raríssima merluza negra, ou “bacalhau de profundidade”, é outra iguaria típica da região e que deve ser apreciada por todos que viajam para Ushuaia. Trata-se de um pescado nobre, oriundo das águas profundas e gélidas da Patagônia.

No mais, aproveite os vinhos e as cervejas locais e, é claro, o dulce de leche, o famoso doce de leite argentino, um dos mais queridinhos do planeta.

E então, pronto para experimentar os sabores do fim do mundo? Veja essa lista de restaurantes que separamos para você:

Restaurantes em Ushuaia

  • Kalma Resto -Gdor. Manuel Fernández Valdez 293, Ushuaia
  • Chez Manu -Av. Fernando Luis Martial 2135, Ushuaia
  • La Cabaña – Luis Fernando Martial 3560, Ushuaia
  • Tia Elvira – Av. Maipú 349, Ushuaia
  • Bodegon Fueguino -Av. San Martín 859, Ushuaia
  • María Lola Restó – Gdor. Deloqui 1048, Ushuaia
  • Paso Garibaldi – Gdor. Deloqui 133, Ushuaia
  • Restaurant Orange – Luis Fernando Martial 1911, Ushuaia
  • El Viejo Marino – Av. Maipú 227, Ushuaia
  • Tierra Mayor Restaurant – Ruta Nacional 3 km 3034,5, Ushuaia

Hotelaria em Ushuaia

Av. San Martín, principal via de Ushuaia.
Foto: Flickr

Onde se hospedar na capital da província da Terra do Fogo

Ao planejar sua viagem para Ushuaia, é bom conhecer as particularidades de cada bairro e, com isso, decidir o melhor lugar para se hospedar. É claro que essa decisão vai depender do perfil de cada turista e, como a cidade do fim do mundo é relativamente pequena, não fica tão difícil escolher onde quer ficar.

Em geral, podemos dividir a hotelaria em Ushuaia em três grupos: os hotéis convencionais no centro, os hotéis superiores mais afastados e a base da estação de esqui.

No centro da cidade, nas imediações das avenidas Maipú, San Martín e Deloqui e em frente ao porto (Av. Prefectura Naval), ficam os hotéis mais econômicos e antigos, geralmente construídos em pequenos prédios e cheios de muita madeira e tons escuros.

É uma boa região para quem gosta de caminhar, sair para jantar sem depender de táxi e curtir a vista para o Canal de Beagle.

Os hotéis mais sofisticados costumam ficar um pouco afastados do centro e são indicados para quem busca uma hospedagem mais luxuosa e especial. Alguns deles oferecem traslados gratuitos para o centro de Ushuaia ou para a estação de esqui durante a temporada.

Para quem quer passar muito tempo esquiando e bem próximo às pistas, as alternativas ainda são limitadas no Cerro Castor. Aos pés da estação de esqui está o Castor Ski Lodge, única opção na base da montanha, a 24 km do centro da cidade. Ele conta com quinze cabanas em estilo rústico e oferece serviço completo de limpeza, café da manhã e wi-fi.

Listamos, a seguir, algumas opções de hotéis em Ushuaia.

Hotelaria em Ushuaia

  • Hotel Los Naranjos – Av. San Martín 1446, Ushuaia
  • Hotel De Los Andes Av.San Martín 75, Ushuaia
  • Alto Andino Gdor. Paz 868, Ushuaia
  • Las Hayas Ushuaia ResortLuis Fernando Martial 1650, Ushuaia
  • Arakur Ushuaia Resort & Spa – Cerro Alarken n° 1 (Acceso por Av. Heroes de Malvinas 2617, Ushuaia  
  • Castor Ski Lodge – Ruta Nacional 3 Km 26, Ushuaia

Passeios em Ushuaia

Trem do Fim do Mundo

Explore o melhor do fim do mundo

Destino presente no radar de muitos viajantes, Ushuaia recebe turistas interessados na Patagônia e ecoatividades, esquiadores e snowbordistas, alpinistas e patinadores do gelo, apreciadores da gastronomia argentina e amantes de um friozinho, enfim muita gente.

Chegando lá, os visitantes encontram tudo isso e um pouco mais. A cidade tem bistrôs legais, lojas de artesanato, museus, galerias de arte e um belo porto de onde saem diversos cruzeiros rumo à Antártica durante a temporada de verão.

Nós poderíamos ficar aqui por horas falando das qualidades e atrações dessa cidade, eleita para boa parte das gravações do filme O Regresso, que rendeu a Leonardo DiCaprio o prêmio de melhor ator no Oscar.

Acontece que de fim do mundo, Ushuaia não tem nada. O destino é o paraíso, repleto de pontos turísticos. E como precisamos ser objetivos, queremos te indicar as principais atrações da região para você não perder o melhor na sua viagem. Portanto, confira, abaixo, nossa lista de passeios em Ushuaia!

  • Parque Nacional Tierra del Fuego – O Parque Nacional Tierra del Fuego é um dos pontos turísticos mais importantes de Ushuaia. O parque compreende uma enorme área verde e é banhado pelo Canal de Beagle. Ele fica a cerca de 12 km do centro da cidade.

No local, vale conhecer diversas atrações, entre elas: o Lago Roca e a Bahia Lapataia 

  • Trem do Fim do Mundo – O Trem do Fim do Mundo é o trem construído em Ushuaia para transportar os presos até onde hoje está o Parque Nacional Tierra del Fuego. O propósito do deslocamento era levar os presos até os bosques para cortarem lenha para aquecer as casas da cidade. 

Atualmente, ele é um bom passeio para quem gosta de histórias, viagens de trem e vistas com vegetação, morros e riachos.

As paisagens ao longo dos 7 Km percorridos pelo Trem do Fim do Mundo são bem bonitas.

  • Museu Marítimo e Presídio de Ushuaia – O antigo presídio de Ushuaia, que funcionou até 1947, hoje é um Museu Marítimo, que conta um pouco dos navios e das expedições que passaram por Ushuaia e pela Terra do Fogo. No local, também há o Museu Antártico, um museu de arte.

No edifício do antigo presídio também há pedaços do farol construído na Ilha de Los Estados, chamado de Farol do Fim do Mundo. O local conserva bastante coisa da estrutura que tinha quando funcionava como cárcere e a visita é também interessante para conhecer a história de Ushuaia, a história do presídio e como viviam e eram tratados os reclusos. 

  • Av. San Martín – Essa é a principal via de Ushuaia e onde se concentra grande parte do comércio da cidade. Na Av. San Martín, você encontra lojas de telefone, de equipamento fotográfico, kioskos, farmácias, casas de câmbio, posto dos Correios, lojas de souvenirs, além de várias lojas que vendem material esportivo e roupas. Tem também museus e galerias de arte, restaurantes e lanchonetes.

A ideia é fazer compras porque lá tem de tudo ou, para quem não está na intenção de gastar, apenas bater perna e tomar um chocolate quente na Laguna Negra.

  • Cerro Castor – O Cerro Castor, a cerca de 24 km da região central, é o principal centro invernal de Ushuaia e foi considerado a melhor estação de esqui da Argentina em 2013. Quem visita a cidade no inverno e quer se aventurar nos esportes na neve não deve deixar de fora do roteiro ao menos um dia de diversão no Cerro Castor. 

O lugar dispõe de 31 pistas de diferentes níveis de dificuldade e 11 meios de elevação. A estrutura para quem esquia é muito boa e a neve da estação é considerada de qualidade, por isso equipes de esportes de neve de países do Hemisfério Norte visitam Ushuaia para treinar. Dentre as outras opções de atividades estão trekkings com raquete de neve, passeios de quadriciclo e teleférico.

O Cerro Castor oferece toda a estrutura para que os visitantes possam passar o dia lá. No local, há lanchonetes e restaurantes e é possível alugar equipamentos e fazer aulas para arrasar nas pistas.

  • Passeio de helicóptero – Imagina contemplar toda essa maravilha que é a cidade de Ushuaia de uma perspectiva diferente. Na capital da província da Terra do Fogo, você pode fazer um voo panorâmico de helicóptero e observar, bem lá de cima, a Cordilheira dos Andes, o Canal de Beagle e o Monte Susana.

Quanto custa viajar para Ushuaia?

Lago Escondido

Vamos calcular a sua viagem para a Patagônia argentina

Ushuaia é uma cidade turística na Argentina e capital da Província da Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul. É conhecida como a cidade do fim do mundo, por ser a cidade mais austral do planeta (mais ao sul) e é a mais próxima do continente gelado, distante pouco mais de 1.000 km da Antártica.

Localizada em uma colina íngreme e sujeita a ventos muito fortes, Ushuaia se encontra entre as montanhas nevadas dos Andes e o Canal de Beagle, que faz a divisa natural entre a Argentina e Chile.

Ushuaia está a cerca de 880 km de El Calafate, outra cidade da Patagônia argentina que tem atrações muito interessantes. Muitos turistas gostam de combinar os dois destinos numa mesma viagem.

As companhias aéreas não disponibilizam voos diretos do Brasil até Ushuaia. Ainda assim, o melhor jeito de chegar ao destino é de avião, com conexão em Buenos Aires e desembarque no Aeroporto Internacional de Ushuaia – Malvinas Argentinas, a aproximadamente 7 km de distância do centro.

  • Passagens – Opções a partir de: Rio R$ 1.600,00 e São Paulo R$ 1.319,00.
  • Aluguel de carro – Categoria econômica R$ 387,66 a diária / veículos SUV R$ 1.111,00 a diária (preço médio para no mínimo 3 dias).
  • Passeios – O passeio de barco pelo Canal de Beagle + excursão em ilhas próximas fica em torno de R$ 436,00 por adulto. O bilhete de um dia para o Cerro Castor custa $ 5.200. Há passeios mais em conta, como o Museu Marítimo, com ingresso por $ 3.800.
  • Hospedagens – O preço de uma diária em quarto duplo em hotel três estrelas, na baixa temporada, fica em torno de R$ 298,00 a R$ 559,00. A mesma hospedagem pode custar cerca de R$ 839,00 na alta temporada.

O tempo ideal para conhecer Ushuaia é de cinco dias, especialmente para quem nunca foi lá. Estima-se que numa viagem de cinco dias para a cidade, na baixa temporada, é necessário ter na faixa de R$ 2.800,00 a R$ 3.800,00, exceto as passagens aéreas. Com esse valor, dá para fazer os principais passeios, se alimentar bem e se hospedar num local confortável.

iFriend: Guia de viagem Ushuaia

Escolher um guia de viagem para acompanhá-lo em alguns passeios e roteiros pode ser a melhor opção para você aproveitar ao máximo a cidade.

Conheça os iFriends em Ushuaia e divirta-se!

Ushuaia, a cidade do fim do mundo, espera sua visita!

iFriend. Find a friend, enjoy the ride.

O que achou?

Média 0 / 5. Votos: 0

Que tal?